segunda-feira, julho 31, 2017

FC PORTO: UM CLUBE EM DESESPERO

A ilusão que a pré-época está a provocar nos adeptos é uma situação clara de um clube em desespero pelo regresso às conquistas.

Não percebo o espanto dos resultados. Isto deveria ser a regularidade. Batemos tanto no fundo que até pensamos que isto é fabuloso.

Mas jogámos contra quem? Contra equipas médias e fracas: Académica, Rio Ave, Cruz Azul, Chivas, Guimarães, Portimonense e Corunha. Não jogámos um único jogo contra uma equipa do nosso nível e muito menos de um nível superior, como por exemplo, o Benfica que defrontou o 5º inglês e o 2º alemão, já para não falar no Sporting que defrontou equipas com um grau de dificuldade que não tem comparação connosco: Fenerbahçe, Valência, Basileia, Marselha, Mónaco, Guimarães, Fiorentina.

Eu acho que tem toda a sua lógica o tipo de jogos que se escolheu. É com este tipo de equipas que vamos jogar a maior parte da época, equipas médias e fracas. Vamos ter 60% ou mais posse de bola em quase todos os jogos e de direcção única, como foram os de preparação. A única novidade para já é a regularidade da eficácia, mas até isso não é bem assim. No México não ganhámos nenhum jogo, e provavelmente foi aí que tivemos o adversário teoricamente mais difícil. Curioso.

Mas daí a tirarem conclusões que estamos muito melhores do que os outros é ilusória.

A prova vai ser feita a partir de 9 Agosto e não dura meia dúzia de jogos ou um mês, mas cerca de 60 jogos durante 10 meses.